Mucadim di Gustuzura – Viradas do Largo

O Viradas do Largo é um dos lugares mais legais para se visitar em Tiradentes, a bucólica cidade mineira. Beth Beltrão fez de seu restaurante um dos baluartes da cozinha mineira de raiz, encravado numa das mais importantes cidades históricas mineiras. O atendimento, é fantástico (e parece que sempre será).

Se você já leu nosso post sobre o “Mineirim Pomposo”, um dos últimos pratos do Viradas do Largo, você vai ver que somos apaixonados pelo restaurante.

Na penúltima vez que fomos à Tiradentes, cometemos o pecado de não ir ao Viradas do Largo. Tudo porque estava rolando um festival gastronômico na cidade, e acabamos fazendo toda a comilança na praça da cidade, nas barraquinhas do festival e nos cursos de culinária. Mas agora, nós fomos absolvidos do pecado, indo comer o novo prato da boa lembrança da casa.

O Mucadim di Gustuzura é um prato composto por 4 porções bem distintas. A primeira, um saboroso quiabo envolto numa fatia de bacon (fritos). A segunda, um belo medalhão de filé-mignon. A terceira porção é de fios de cenouras levemente douradas no alho (quase cruas). A quarta, é uma porção de arroz vermelho e miniarroz branco. Cada porção fica num canto de um prato único.

Mucadim di Gustuzura - Viradas do Largo

Mucadim di Gustuzura – Viradas do Largo

A cenoura estava no ponto certo (na minha opinião, nada pior do que uma cenoura cozida demais). Se fosse eu, trocaria o miniarroz por uma porção única de arroz vermelho, que eu acho que combina muito mais com o quiabo. O filet, muito bem feito e o quiabo… Sem comentários! Uma preparação fantástica, que faz até os mais chatinhos (que não vão com a cara do quiabo) se renderem ao legume. Um prato delicioso, com a alma mineira!

Mucadim di Gustuzura - Viradas do Largo

Mucadim di Gustuzura – Viradas do Largo

Aaaaa, Virados do Largo. Já tamu cum muita sardade!!